quarta-feira, 19 de outubro de 2011

Fazer contas à vida...

Hoje fui meter o meu carro à limpar, aquelas limpezas a fundo que se faz uma vez por ano. Acordei  bem cedo e apeteceu-me ir tomar o pequeno-almoço com o o meu pai ao café. Eu raramente tomo o pequeno -almoço fora de casa, nunca me habituei a isso. Comecei a fazer contas, dá mais ou menos 2,50€  e tenho noção que há pessoas que tomam o pequeno-almoço fora de casa todos os dias, e quem sou eu para julgar.
Fazendo as contas dá cerca de 75€ por mês,  900€ por ano . Para não falar que quando se vai tomar o pequeno-almoço à pastelaria não vai ser propriamente um pãozinho com queijo que vai apetecer, por acaso foi o que comi, mas olhando para aquela prateleira cheia de coisas apetitosas aquilo que me apetecia era mesmo um croissant com queijo e manteiga... na boa! Logo e há bastantes estudos sobre isto, pessoas que tomam o pequeno almoço fora de casa têm um maior risco para ter obesidade que outra pessoa que não o faça.
Mais uma vez fazendo contas:
O que comi - Bolinha com queijo devia ter 2 fatias + 1 café sem açucar = cerca de 347 kcal
O que me apetecia - Croissant com queijo + 1 galão = cerca 724 kcal


Fonte: Tabela da Composição dos Alimentos, Instiuto Ricardo Jorge



É importante que o pequeno-almoço contenha três elementos fundamentais:
 • Leite, porque fornece cálcio e proteínas valiosas que permitem construir, manter e renovar os tecidos.
 • Pão ou cereais, porque fornecem energia de uma forma constante, devido aos hidratos de carbono complexos que os constituem.
 • Fruta, porque contém vitaminas e minerais necessários para nos proteger das doenças e manter o corpo em equilíbrio.

Portanto tomar o pequeno almoço em casa para além de ser melhor para a nossa saúde, poupa a nossa carteira.





Sem comentários:

Enviar um comentário