quarta-feira, 26 de junho de 2013


Um dia a maioria de nós irá se separar. Sentiremos saudades de todas as conversas jogadas fora, as descobertas que fizemos, dos sonhos que tivemos, dos tantos risos e momentos que compartilhamos... 


Saudades até dos momentos de lágrima, da angústia, das vésperas de finais de semana, de finais de ano, enfim... do companheirismo vivido... Sempre pensei que as amizades continuassem para sempre... 

Hoje não tenho mais tanta certeza disso. Em breve cada um vai pra seu lado, seja pelo destino, ou por algum desentendimento, segue a sua vida, talvez continuemos a nos encontrar, quem sabe... nos e-mails trocados... 

Podemos nos telefonar... conversar algumas bobagens. Aí os dias vão passar... meses... anos... até este contato tornar-se cada vez mais raro. Vamos nos perder no tempo... 

Um dia nossos filhos verão aquelas fotografias e perguntarão: Quem são aquelas pessoas? Diremos que eram nossos amigos. E... isso vai doer tanto!!! Foram meus amigos, foi com eles que vivi os melhores anos de minha vida! 

A saudade vai apertar bem dentro do peito. Vai dar uma vontade de ligar, ouvir aquelas vozes novamente... Quando o nosso grupo estiver incompleto... nos reuniremos para um último adeus de um amigo. E entre lágrima nos abraçaremos... 

Faremos promessas de nos encontrar mais vezes daquele dia em diante. Por fim, cada um vai para o seu lado para continuar a viver a sua vidinha isolada do passado... E nos perderemos no tempo... 

Por isso, fica aqui um pedido deste humilde amigo: não deixes que a vida passe em branco, e que pequenas adversidades sejam a causa de grandes tempestades... 

Eu poderia suportar, embora não sem dor, que tivessem morrido todos os meus amores... mas enlouqueceria se morressem todos os meus amigos!!


As vezes é preciso saber que as pessoas se vão embora para lhe darmos valor, nem acredito que vais para tão longe amiga, passamos anos da nossa vida, lado a lado, partilhamos cada passo na nossa vida, muitas lágrimas e muitos sorrisos. Tranquiliza-me saber que vais ser mais feliz, tranquiliza-me saber que vais ficar bem. Longe ou perto estás no meu coração e  tenho a  certeza que um dia vou te voltar a abraçar!
Já so penso no Fim de semana, Sexta-feira Positive Vibes no Porto  ver a minha AYO e Sabado Sumol Summer Fest  na Ericeira... Vai ser agressivo mas animado :)



terça-feira, 25 de junho de 2013

Eu que até sou nutricionista pergunto... Mas porquê que os pais quando anunciam o nascimento dos bebés metem o peso ?! Isso interessa mesmo?

segunda-feira, 24 de junho de 2013

Tenho andando distante do blogue e não por não se passar nada, todos os dias acontece-me algo novo, aparece me situações que não estou à espera.
O R. e eu parecemos dois loucos. Não estamos juntos porque simplesmente não quero aceitar que ele me dê o mínimo, não quero aceitar que ele não faça nada por nós, tenho noção que mereço muito mais. A verdade é que não nos podemos ver... Enfim.. Não entendo os Homens, cada vez menos.

quinta-feira, 20 de junho de 2013

Hoje tem que ser!

Esta semana ando uma preguiçosa!   Hoje vai ter que ser... amanhã e sábado só para não ter a mania ... GRRR


A minha musica do momento



Is it getting better
Or do you feel the same?
Will it make it easier on you now?
You got someone to blame

You say one love, one life (one life)
It's one need in the night
One love (one love), get to share it
Leaves you darling, if you don't care for this
Did I disappoint you?
Or leave a bad taste in your mouth?
You act like you never had love
And you want me to go without

Well it's too late, tonight
To drag the past out into the light
We're one, but we're not the same
We get to carry each other
Carry each other
One...

Have you come here for forgiveness?
Have you come to raise the dead?
Have you come here to play Jesus?
To the lepers in your head

Well, did I ask too much, more than a lot?
You gave me nothing, now it's all I got
We're one, but we're not the same
Well we, hurt each other
Then we do it again

You say
Love is a temple
Love is a higher law
Love is a temple
Love is the higher law
You ask me to enter
Well then you make me crawl
And I can't be holding on
To what you got
When all you got is hurt

One love
One blood
One life
You got to do what you should
One life
With each other
Sisters and my
Brothers
One life
But we're not the same
We get to
Carry each other
Carry each other

One...
One love


quarta-feira, 19 de junho de 2013

Leituras


Não adianta serem os outros a dizer o que está certo ou está errado. Até podemos ouvir e concordar, mas enquanto não somos nós próprios a tomar consciência das coisas, nada a fazer. Temos que ir, errar, bater com a cabeça, passar por situações, sentir na pele para conseguirmos levar a atitude supostamente correcta adiante.

terça-feira, 18 de junho de 2013

E como há consultas que me deixam de coração apertado há outras que me fazem rir com as respostas que ouço..... " Então como correu este mês?" " Este mês perdi peso facilmente, muitas noites sem dormir, estou muito abalado..." " Então?" " Ainda não recuperei de o Benfica ter pedido o campeonato" ( e não estava a gozar comigo) E assim se passa de consulta de nutrição a consulta de psicologia clubista LOL
Coração pequenino... Entra-me uma criança a chorar pelo consultório dentro... isto de ser nutricionista não é fácil, principalmente com crianças. 

segunda-feira, 17 de junho de 2013

Há dias tão felizes...

Tem sido dias de festa... Tipo aniversário Cigano! Dias e dias de comemoração, cheia de felicidade, animação, amizade, cumplicidade, carinho, afecto... tanta coisa boa!
Sinto me tão feliz por ter pessoas tão maravilhosas ao meu lado. Acabei esta azáfama de sem voz completamente roca... hoje nem consegui ir trabalhar.



sexta-feira, 14 de junho de 2013

Quem tem não trabalha a semana inteira e depois vem trabalhar na sexta? Eu.
Cheia de trabalho acumulado, não sei para onde me virar. Logo eu que costumo adorar a sexta-feira!


quinta-feira, 13 de junho de 2013

quarta-feira, 12 de junho de 2013

Muito Obrigada a todos pelas mensagens, chamadas ou por terem perdido 5 segundos do vosso dia a mandarem os parabéns.
A vocês... Que estiverem bem pertinho, OBRIGADA por me deixarem de coração cheio, a transbordar...de amizade, carinho, afecto. Sou tão mimada....Tenho tanta sorte! Tenho uma família fantástica e os melhores amigos do mundo! Obrigada por terem tornado o meu dia tão feliz e cheio de coisas boas. Vivo rodeada de pessoas especiais e só assim faz sentido. ...As vossas palavras, os vossos gestos, o vosso abraço apertado, o vosso sorriso foi sem duvida o meu melhor presente. Um abraço dos nossos a vocês, sabem bem quem são  . Bom dia alegria 

segunda-feira, 10 de junho de 2013

Silencio que se vai cantar o fado

Ontem fui pela primeira vez a uma casa de fados, Cafe Luso no bairro alto.
Para alem de fados também tem folclore . Gostei muito mas não amei, demasiado chique e caro, 90% da sala eram turistas a comida era boa mas o preço merecia mais. Os fadistas eram muito bons, gostei.
Tinha pensado numa coisa mais tradicional, fado vadio a comer chouriço assado e a comer caldo verde, fica para a próxima.
Valeu a excelente companhia e as grandes gargalhadas.

sexta-feira, 7 de junho de 2013

Há melhor sensação que vestir aquelas calças que estão no fundo do baú e que não vestias há 2 anos... Aquelas que olhas e pensas " um dia ainda vou caber aqui" !!!


BOm dia :)


quinta-feira, 6 de junho de 2013

Sinto que este aniversário que ai vem vai marcar uma nova fase da minha vida. Mais positiva com certeza.

VOltou Voltou

A minha pancada com capas de iphone:

Mais 4 a caminho:







Em Stand by



Este site veio desgraçar -me!

quarta-feira, 5 de junho de 2013

Afirmação de um HOMEM

há homens que mesmo não gostando têm o sentimento de posse e não conseguem deixar a mulher completamente livre" 

Melhor texto sobre o Amor que já li

O AMOR EM ESTADO PURO

"Ando há mais de vinte anos a escrever sobre o amor e se aprendi alguma coisa durante todo este tempo é que não há regras para a evolução de um caso amoroso. Quando nos interessamos, nos envolvemos e nos deixamos ir naquilo a que chamamos uma história de amor, nunca sabemos o que vai acontecer. Podemos imaginar, desejar e mesmo prever algumas coisas, consoante a essência dos nossos sentimentos e aquilo que conseguimos ler no comportamento do outro em relação a nós. Se tudo correr bem, podemos até construir um presente sólido que nos conduza a um futuro seguro, mas não podemos decidir nem quando nem como será esse futuro, e é esse um dos maiores desafios quando se vive uma história de amor.
Existem casos tórridos intermitentes, amizades coloridas, aventuras escaldantes, atracções fatais e fátuas, amores lentos e suaves, amores rápidos que se esfumam na espuma dos dias, amores fulminantes que duram uma vida, amores instáveis que se aguentam durante décadas, amores que parecem eternos e se desfazem em poucas semanas. Existem amizades que se transformam em grandes histórias de amor e amores que se cristalizam em amizades para a vida. And yet the course of love never did run smooth, escreveu Shakespeare. O amor tem o seu tempo e ritmo próprios e cada história de amor tem a sua alquimia. Querer que o amor opere e cresça dentro de determinados pressupostos de uma forma rígida é meio caminho andado para o fracasso.
A primeira grande questão sobre a qual devemos reflectir é se aquilo que estamos a viver é mesmo uma história de amor, ou apenas uma imitação do amor. Se estamos carentes, se acabámos de sair de uma relação e ainda não arrumámos o coração, se não estamos ou não somos programados para amar, se até gostamos de estar com uma pessoa mas a sua imagem não nos ocupa o espírito quando estamos longe dela, então cuidado, porque podemos ser levados por um equívoco, Tudo isso podem ser aproximações daquilo que desejamos, e todos sabemos que uma coisa é sair-nos a Sorte Grande e outra é calhar-nos o segundo ou terceiro prémios que são a Aproximação.
Amar alguém requer tempo e espaço, mas acima de tudo, requer vontade. E nem sequer é a vontade de amar aquela pessoa em vez de outra; é a vontade de se deixar ir porque o nosso corpo, o nosso coração, as nossas células nervosas decidiram que era aquela pessoa que queriam por perto. No entanto, esta visão do amor não é fatalista. Ainda que o nosso corpo e o nosso coração nos empurrem para alguém, só devemos deixar que isso aconteça se o outro mostrar o mesmo impulso em relação a nós. Caso contrário, arriscamo-nos a dar tempo e espaço a quem não tem tempo nem espaço para nós. Com isto não estou a dizer que escolhemos quem amamos, mas podemos escolher não lutar por quem não luta por nós, não esperar porque quem não tem tempo para nos dar, não sonhar com quem não sonha connosco. A reciprocidade é um dos ingredientes fundamentais do amor verdadeiro, sem ela, nada feito.
Eu gosto de saborear o amor em estado puro. O amor de forma plena, livre, leve e ao mesmo tempo serena e responsável. Acredito que amar alguém é querer o melhor para essa pessoa, por isso amar é ouvir, ajudar, apoiar, proteger, mimar. Mas também é pedir ajuda e protecção sempre que precisarmos. Gosto de pensar que o amor que estou a construir é como uma terceira entidade, a mistura alquímica de dois corações que procuram e querem percorrer o mesmo caminho. E que juntos, vamos conseguir ir mais longe dentro e fora de nós mesmos. Juntos, vamos sentir mais paz, mais protecção, mais força, mais coragem. Mas para isso é preciso acreditar no outro, confiar nele, mostrar-lhe que contamos com ele para o que der e vier da mesma forma que que ele pode contar connosco. Acredito que o amor em estado puro só existe com confiança e entrega totais. É difícil, mas se fosse fácil, também perdia metade de graça. E quem não ama deste modo, não ama livremente. Só a liberdade de espírito permite um amor pleno." 


Margarida Rebelo Pinto

terça-feira, 4 de junho de 2013

"O Tempo passa as coisas arrefecem, o desapego aumenta, a revolta aumenta, a expectativa diminui. Vês alguém a dizer que gosta de ti e não faz nada para lutar por isso. O cansaço vem, instala-se. A desilusão é mais cada dia que passa. Sinto a perder as forças, a perder a magia, a perder a paixão. Não, esta não é a pessoa por quem me apaixonei. Não. "


M.R.


segunda-feira, 3 de junho de 2013

De volta à realidade

O fim de semana foi óptimo, da companhia, ao tempo, ao descanso ... tudo! Perfeito.
Custa voltar à realidade o que vale é saber que para a semana estou de férias e faço anos!