terça-feira, 21 de abril de 2015

ALguem a pensar exactamente como eu

O que me custa mais ao ver estes primeiros episódios do Ídolos não é a quantidade de gente com tanta falta de noção que acha que canta mesmo bem quando, na verdade, o que sai da boca deles é algo parecido com um castor com problemas de fígado a ser violado por um golfinho que fazia segundas vozes num musical do La Féria.
Não é isso.
O que é mesmo triste e comovente é o facto de estas pessoas não terem amigos, nem família. Se tivessem, eles não tinham deixado que lá fossem ser um desastre público, de certeza.


in Sensivelmente idiota 

1 comentário: