quinta-feira, 23 de agosto de 2012

HIV

Hoje aconteceu-me uma situação que me deixou um pouco constrangida. Estava a fazer o historial clínico a um cliente, as perguntas habituas de saúde. Antes de tudo o senhor disse-me que tinha uma coisa para me dizer, era seropositivo. Até aqui tudo bem, proibiu-me de escrever na ficha. Disse que se escrevesse nunca mais viria à clínica. Tentei explicar-lhe que as fichas clínicas são confidenciais e não saem da clínica, que só nós  temos acesso a ela. Mesmo assim não me deixou escrever, disse que diria a quem tinha que dizer mas que não queria registos disso.
Fiquei sem saber o que fazer. Diz que apanhou na guerra, onde teve que levar muitas transfusões de sangue, via-se que era um senhor revoltado com a vida. Percebi também que as pessoas que o rodeavam desconheciam isto.
Não somos ninguém para julgar, não deve ser fácil lidar com isto, daí a proibir-me de escrever numa ficha clínica, pareceu-me exagerado. Hoje em dia penso que este tipo de coisas já foi desmitificado, as pessoas já lidam com esta doença de forma diferente.
Acabei por não escrever e passar o caso para a minha directora clínica.

Sem comentários:

Enviar um comentário