quarta-feira, 8 de maio de 2013

Já dizia a Margarida Rebelo Pinto

É difícil cortar laços. dói tanto como uma ferida aberta. Doí o corpo da ausência do outro corpo, dói o coração que não pode parar de bater mas que queria dormir para esquecer, dói a alma que se sente esvaziada, dói a raiva e o ciume e o medo de perder quem nos é tão querido, mas acima de tudo dói a sensação de termos falhado, de não termos conseguido ser mais fortes, de termos permitido que a vida vencesse o amor, e não o seu contrário. 


8 comentários:

  1. tu és forte! essa dor vai passar e tu vais-te sentir como nunca te sentis-te :) Força!

    ResponderEliminar
  2. que palavras perfeitas :/ sinto-me igual. força *

    ResponderEliminar
  3. Anda uma onda de sofrimento desse tipo por esta blogosfera fora...porra pah! a vida não podia ser bem mais simples e bela? espero que esta dor um dia passe...a tua e a minha! há dias em que o simples respirar custa! mas, vamos acreditar?!

    ResponderEliminar
  4. Estou contigo M.R. de alma é coração.
    força, linda :)

    ResponderEliminar
  5. Acredita que custa bem mais a uns que a outros. A mim custou-me mais, custa-me mais ainda. Ter (alguma é certo) esperança no futuro é o melhor! Força!

    ResponderEliminar