sexta-feira, 10 de maio de 2013

De vez em quando, muito de vez em quando entra uma pessoa na nossa vida, de uma forma especial toca-te no fundo do coração e faz-te sentir coisas que já não te lembravas o que era.
Invade-te o teu pensamento e o dia a dia. Mensagem de bom dia, liga-te na hora de almoço só para mandar um beijnho e o seu dia a dia começa a estar colado ao teu.
Os dias passam, o sentimento aumenta, os sonhos nascem, conheces pessoas dessa pessoa, falas do teu mundo que no fundo queres que passe a ser o dela também.
Personalidades diferentes começam a chocar, formas de gostar diferentes, começam os conflitos e em vez de avançarem, sentes te presa ao dia a dia.  Esperas que algo mude,  esperas que venha algo mais, que mostre mais, que diga que te quer para sempre a seu lado, esse dia não chega. Começas a sentir-te com o coração mais pequenino, as mãos atadas e começas a sentir que se calhar não é este o teu caminho, não estás na estrada que queres, e a paisagem  não é a que sonhaste.
A cabeça e o coração começam em luta constante, uma puxa para um lado o outro para  outro. Ganha a cabeça sempre, aprendi com a idade que a racionalidade tem que vencer porque é ela que sabe o que é o melhor para ti.
Dizem que o tempo trás respostas, não quero que seja o tempo quero que seja ele. Não me venha com pouco, com o suficiente, com o deixa fluir. Já chega, preciso de mais.




8 comentários:

  1. Este texto podia ter sido escrito pelas minhas mãos...

    ResponderEliminar
  2. Adorei o primeiro parágrafo, ainda lá estou.
    Fico triste que as coisas não estejam a resultar convosco. Mas sim, eu também não me contento com pouco. Queremos mais, queremos sempre mais, não é? Algum dia há-de ser suficiente...
    Espero que lá chegues bem depressa. Com essa pessoa, ou com outra que virá.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Vamos la ver o futuro... o que de ser tem muita força.

      Eliminar
  3. estar de ressaca amorosa é péssimo, é horrível. filha da mãe do coração!! eu bem tento levar a minha vida pela racionalidade, mas o filho da mãe prega-nos cada uma!! força MR

    ResponderEliminar
  4. Já são quantos desgostos? Está na altura de aprender...

    ResponderEliminar
  5. Conheço tão bem essas histórias. Ressacas do amor

    ResponderEliminar
  6. Quando só um precisa de mais, acaba sempre por sofrer demais...

    Bjs

    ResponderEliminar