sábado, 30 de março de 2013

Historias da vida... da minha

Tinha 14 anos,  mudaram me de turma, só de raparigas que não estava habituada e conheci a M. cumplicidade à primeira vista, ficamos inseparáveis, 2 anos numa relação como irmãs,  durante as aulas, ao fim de semana, dormíamos juntas, ninguém nos separava. Era a minha melhor amiga.
Até ao dia que se apaixonou pelo meu namorado na altura,. Maior desilusão da vida,  facada nas costas, perdoei, ninguém escolha por quem se apaixona, tentei manter o controle da situação, continuamos amigas, mas por pouco tempo. Já tinha outro namorado, tinha uns 17 anos e eles 2 começaram a namorar.
Não consegui perdoar, ok já tinha outro namorado, mas por tudo o que passei e perdoei, pelo o que aquele rapaz representava na minha vida não consegui perdoar e foi o fim da nossa amizade. Aquele namoro durou  2 meses.
10 anos sem contacto, cumprimentava nos na rua, mas nada de conversa.
Há sentimentos que o tempo não apaga, apesar de longe ia espreitando a vida dela, ia tendo notícias. Sempre fomos parecidas na forma de pensar e de esta  e naquilo que via no facebook dela acha que isso continuava, que apesar de longe, estavamos a crescer  no mesmo sentido.
Percebi que acabou o namoro de 7 anos recentemente, começou a meter likes naquilo que publicava e eu nas coisas dela. Coincidências estranhas e assustadoras levaram me a falar com ela e foi tão bom perceber que aquilo que sentia por ela, era mutuo.
Talvez esteja a precisar de mim mais que nunca, já a perdoei há muitos anos e não tenho nenhuma mágoa. Afinal foi coisas de adolescentes parvas.  Amanha vamos jantar. Quem sabe tenha renascido uma amizade que esteve adormecida 10 anos.

3 comentários:

  1. Tão linda a amizade :)
    A vida é mesmo assim, feita de encontros e desencontros.
    Fazes bem em perdoar e apoia-la se neste momento ela precisa de ti.
    Depois conta como correu o jantar ;)

    Quanto ao namorado, menina apaixonada, não sei que te diga, mas fica atenta nessa amiga ;)
    A gente deve sempre confiar desconfiando.
    Bjnhs

    ResponderEliminar
  2. Quem sabe! Nunca é tarde para reatar uma amizade.

    ResponderEliminar
  3. .... quando é verdadeiro não desaparece, fica escondido mas não desaparece.
    Quando é uma amizade verdadeira mesmo de longe ficamos contentes com as vitórias da outra pessoa, mesmo de longe sentimos o coração pequenino quando sabemos que a outra pessoa não está muito bem.
    Quando é verdadeiro volta a aparecer como se tivessem posto no 'pause' e agora no 'play' e nada muda e para nós ... nunca passaram 10anos.

    well done.

    ResponderEliminar