quinta-feira, 7 de junho de 2012

Para ti*



" Neste momento sinto uma mistura de decepção com raiva. Ainda me lembro das tuas ultimas palavras enquanto eu chorava como uma nuvem negra acabada de explodir. Cada palavra que dizias era uma facada  no meu peito. Mal eu sabia que esse era apenas o primeiro dia de tortura. Falavas e eu tentava encaixar as palavras e tentar encontrar a lógica do jogo. Não, não encontrava o sentido, faltava uma peça, um encaixe qualquer. Nunca consegui acabar o puzzle até... esta semana. Finalmente hoje já consegui perceber que afinal não era um puzzle mas sim um labirinto, um labirinto em que tinha de dar voltas e voltas, bater com a cara nas paredes muitas vezes até chegar ao fim. Ainda não sinto que tenha terminado, sinto que estou na fase final e que está a ser a mais difícil de contornar, mas hei de lá chegar. 
Hei de um dia olhar para ti e para o teu labirinto apenas com um sorriso de quem conseguiu ultrapassar mais um obstáculo que a vida quis por no meu caminho!



M.R.

Sem comentários:

Enviar um comentário