quinta-feira, 28 de setembro de 2017

Não me venham com merdas... mae é mae.

Aqui está um tema que tenho vindo a pensar muito nestes tempos. ser mãe fez me mudar de opinião em vários assuntos e em vários temas e a separação de casais com filhos e a diferença de papéis é um deles. Não que me queira separar nada disso.
Sempre fui das treinadoras de bancada que disse que mãe e pai tem os mesmos direitos, sempre achei que não devia de haver diferença, em caso de separação tanto tinha direito um como outro. Ora bem. Primeiro ponto. Mae é mae, pai é pai, não me venham com tretas não é igual!! Eles não sentem o mesmo que nos não me venham com merdas a nossa vIda assim que sabemos que estamos grávidas muda, assim que nasce vivemos para eles. Saem da nossa barriga, alimentam se de nós, querem o nosso colo e o nosso cheiro. Não temos opção. A nossa cabeça muda. Os homens podem se borrifar e sair porta fora a hora que quiserem, não tem que se preocupar com a alimentação, não sentem culpas se tiverem que sair 2 horas só para desanuviar, há homens que o click vem muito mais tarde " coitados, são Homens" . Pois tudo muito certo. Mas na hora da separação não venham exigir igualdade, porque nunca foi e nunca será. Óbvio que há excepções, óbvio que ha maes da treta e pais super fantásticos. Mas não me venham com Merdas mãe é mae. 

1 comentário:

  1. Humm... ainda não sou mães mas estou a tentar ser e não concordo com o disseste. Ok que as mães são isso tudo o que disseste mas dizer que por isso temos mais direitos ou o que seja não me parece nada justo! Mas é só a minha opinião.

    ResponderEliminar