quinta-feira, 3 de novembro de 2016

Viva ao Casamento Saloio

Tenho andando ausente.
Não ando inspirada.

Venho contar que sábado tenho um casamento, casamento da minha prima, confesso que não sou fã de casamentos  nesta altura, é rezar para que não chova, mas como ela é das católica praticante vamos acreditar que São Pedro vai ser amigo.
Vai ser um casamento saloio, sabes o que é? Estão a começar a ficar em vias de extensão mas ainda há quem faça questão de os manter.
Há toda uma rotina que se pratica.


Casamento é cedo - 12:00.
Começa-se sempre pelo copo de água em casa dos pais do noivos, cada convidado vai para a parte que lhe toca, eu sou convidada da noiva vou para casa dela. Tira-se logo algumas fotos para mais tarde recordar, que até há uns 3 ou 4 anos era sempre o mesmo...

Depois os 350 convidados ( SIM!!) vão todos para a igreja, lá da aldeia, que é mínima.

Acaba o casamento tudo a caminho do Jardim do Cerco, é em Mafra, e ficamos la 3 horas a tirar fotografias! Estão a imaginar 350 pessoas a tirar fotografias com os noivos, é de ficar com a cara dormente de tanto rir forçadamente coitados.

De regresso  NUNCA pelo mesmo caminho que foram... nem que se tenha que dar a volta a Portugal inteiro, o caminho de regresso tem de ser outro, entretanto para-se numa praia qualquer para tirar umas fotos para por na sala com vista para o mar. Enquanto eles tiram  as fotografias com o mar de fundo o que fazem os convidados perguntam vocês??? VÃO VER A CASA DOS NOIVOS. Casa nova à estreia, gigante, oferecida pelos pais. 350 pessoas a ver a casa ao mesmo tempo? SIM. Socorro.


Quando chegamos ao Jantar " está aberta a mesa" e imaginem muita comida, muita bebida com muita fome à mistura... é isso! Esqueçam lá a quinta toda bonita, é num  barracão gigante, onde é não interessa, interessa é haver comida até rebentar.

plim plim plim ( som dos talheres no pratos) os noivos têm de dar um beijos de 20 em 20 minutos, depois começa-se a bater para os pais, para os padrinhos, para os tios etc... é uma festa.

Depois do jantar vem a música, Pimba como é óbvio até às tantas.

No dia a seguir novamente almoço e jantar.

Digo isto em tom de brincadeira e meio a gozar, mas o que é certo é que não há casamentos como os saloios.
Confesso que quando me casar não vou fazer nada disto... vá uma coisa ou outra... Os meus pais são saloios, eu sou saloia, vai ter que ser alguma coisita.... mas esqueçam lá o jardim do cerco, esqueçam lá o barracão, esqueçam lá mostrar a casa aos convidados todos ...




4 comentários:

  1. Há muito que não tenho um casamento assim.
    Só fiquei espantada com o "mostrar a casa aos convidados"? Nunca tal ouvi! Que cena mais parva... eheheh diverte-te e come muito!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Sim é verdade, fazem questão de mostrar. LOL Comer muitooooo pois! LOL

      Eliminar
  2. Mostrar a casa a 350 convidados??!!!!! Bem, esse casamento vai ser uma grande animação, disso não há dúvidas!

    ResponderEliminar